13 de set de 2018

Setembro Verde 2018

Reproduzimos a seguir a nota enviada pelo Comitê Gestor do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - Herbário Virtual da Flora e dos Fungos aos curadores dos herbários participantes.

Caros Curadores,

Anualmente, no mês de setembro ocorre a Semana da Primavera dos Museus, e no mês de outubro a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, quando diferentes instituições promovem atividades para integração das suas equipes e dessas com a comunidade. Pensamos que esta seria uma excelente oportunidade para que os herbários da Rede INCT-HVFF, juntos, promovessem atividades que dessem visibilidade à rede e ao mesmo tempo trouxesse benefícios para todos. Assim, sugerimos que em setembro e outubro os herbários promovam ações integradas que visem aprimorar e qualificar o seu banco de dados e, consequentemente, os dados de cada coleção disponibilizados pelo INCT-HVFF. Como estas atividades também visam integrar as equipes, elas podem ter diferentes denominações como oficinas, mutirões, saraus (se permitido colocar música de fundo), recital de poesia (a cada intervalo de 2 horas de trabalho uma poesia declamada ou encenada), ou outros formatos que possam ser comportados no espaço de trabalho onde serão realizadas.

Estamos denominando esta ação de “Setembro Verde 2018”.

As atividades podem envolver a identificação de materiais indeterminados com o auxílio de especialistas da casa ou de instituições próximas, ou mesmo de aposentados, que possam dispor de algum tempo trabalhando com alunos e bolsistas, auxiliando na melhoria da qualidade do acervo.
A separação de duplicatas para envio a especialistas que tenham sido contatados previamente, também poderia ocorrer no contexto das atividades programadas para estas semanas.
Outra iniciativa que pode ser desenvolvida por cada herbário é a correção de nomes de espécies redigidos de forma errada; padronização dos nomes de autores de espécies que muitas vezes não seguem as abreviaturas convencionadas mais recentemente; ou a conversão de coordenadas geográficas consideradas suspeitas por estarem em um sistema diferente do assumido para o banco de dados.

O Anexo apresentado a seguir é um texto preparado pela equipe do CRIA indicando os problemas mais comuns que afetam a recuperação e análise dos dados online. Esperamos que esse texto possa contribuir para o sucesso dessa ação integrada, visando a melhora da qualidade dos dados e fortalecimento das nossas instituições. A equipe do CRIA estará disponível para esclarecer dúvidas e orientar as ações.

Esperamos que esta iniciativa tenha o apoio de todos os herbários participantes da Rede INCT-HVFF, e que, dessa forma, possamos avançar na construção de uma rede mais sólida e útil para todos.

Um abraço a todos,

Comitê Gestor
INCT – Herbário Virtual da Flora e dos Fungos



Anexo

Marco Zero

Dados online do INCT - Herbário Virtual da Flora e dos Fungos
03/09/2018
Número de registros
6.173.278
Número de registros com identificação em branco
299.101
Número de registros só com nome de família
227.475
Número de registros só com nome de gênero
744.713
Número de registros com nomes não encontrados
311.379
Número de registros com nomes sinônimos
639.136
Registros georreferenciados
4.959.265
Coordenadas geográficas suspeitas
585.593
Número de materiais-tipos
137.415
Número de espécies indicadas como nativas na Flora do Brasil 2020 que não têm registros indicados no Herbário Virtual on-line (speciesLink)
11/07/2018
Algas
2.098
Angiospermas
1.434
Briófitas
171
Gimnospermas
0
Samambaias e Licófitas
91
Fungos
1.985

Campanha para aumentar a qualidade dos dados dos herbários na rede speciesLink[1]

Esse texto procura recomendar algumas ações que os herbários podem desenvolver para melhorar a qualidade dos dados online do Herbário Virtual da Flora e dos Fungos na rede speciesLink. O Herbário Virtual hoje (3 de setembro de 2018) possui 201 conjuntos de dados que compartilham 6.173.278 registros, sendo 4.959.265 georreferenciados. Possui 1.640.972 registros associados com 2.030.551 imagens, 137.415 registros de typus e 72.218 registros de espécies ameaçadas de extinção. São 85.022 espécies aceitas distintas, usando como referência a Flora do Brasil 2020 e o Catálogo da Vida do species2000.



Preenchimento dos campos

Importante - não incluir comentários ou observações nos campos específicos e adotar padrões aceitos. Pontos de interrogação, comentários como “não sei” ou até dúvidas em relação a municípios ou estados devem constar apenas em um campo de observação. Nomes dos locais devem ser escritos por completo ou usando a sigla (Ex: São Paulo ou a sigla SP).

Um campo comumente problemático é “typus”. O padrão é Isótipo, Parátipo, Holótipo, etc.; ou Isotype, Paratype, Holotype; ou ainda, Isotypus, Paratypus, Holotypus. É muito comum encontrar esse campo com vários comentários o que faz com que um espécime cujo campo typus foi preenchido com “não” seja classificado como espécime tipo pelos indicadores.

Outra recomendação é preencher todos os campos. Muitas coleções que só têm plantas não preenchem o campo reino ou, mesmo que tenham também fungos e/ou algas, não mencionam o reino, o que é necessário. Noutros casos, quando o acervo tem coletas realizadas apenas no Brasil, o campo “país” da coleta não é preenchido. Os dados de muitas coletas podem deixar de ser recuperados se o usuário utilizar esses campos como critérios de busca.

A interface de busca da rede speciesLink (inct.splink.org.br) permite a busca por campos em branco (digitar embranco no campo indicado) e campos com dados (digitar naobranco). Trata-se de uma ferramenta importante para encontrar material não identificado ou para avaliar a qualidade geral dos dados para determinado campo. 

Seguem alguns exemplos.

Dados Taxonômicos


Objetivo: 
  • preencher o campo Reino
  • fomentar a identificação online de espécimes com imagens; 
  • fomentar a visita de especialistas em herbários com material não identificado; 
  • melhorar a qualidade dos dados preenchendo o campo determinador; e,
  • preencher o campo tipo corretamente – sem utilizar o campo para comentários.


A análise a seguir é feita com todos os conjuntos de dados que compõem o HerbárioVirtual online. Se um herbário quiser fazer essas análises somente com os seus dados é só incluir o código de sua coleção no campo cód. coleção no formulário de busca.

Oportunidade para taxonomistas!

          

1. Busca por família=embranco e nome científico = embranco, com imagem


A busca por espécimes não identificados, mas que possuem imagens pode permitir a identificação online do material por especialistas. O Herbário Virtual possui 1.296 registros que atendem esse critério de busca, 120 registros sem reino, 83 registros de Fungi e 1.093 de Plantae.


2. Busca por família=naobranco e Nome científico=embranco, com imagem do voucher


Nesse caso também pode ser possível a identificação online do material. O Herbário Virtual hoje tem 38.074 registros de 296 famílias (nomes aceitos) que atendem esse critério de busca.


3. Busca por família=naobranco, nome científico=embranco, sem imagem


Resultado: 189.289 registros de 615 famílias (nomes aceitos). A identificação desse material teria que ser in loco.


4. Busca por família=naobranco, nome científico=naobranco embranco (significa só com o gênero preenchido), com imagens


Resultado de registros com imagens: 165.745 espécimes de 500 famílias (nomes aceitos) e 3.107 gêneros (nomes aceitos) que possivelmente poderiam ser identificados pelas imagens.


5. Busca por família=naobranco, nome científico=naobranco embranco (significa só com o gênero preenchido), sem imagens


Resultado de registros sem imagens: 568.649 espécimes de 920 famílias (nomes aceitos) e 6.023 gêneros (nomes aceitos) que possivelmente poderia despertar o interesse de alguns especialistas em visitar o herbário com maior demanda.

Campos em branco – ação para os curadores e técnicos


6. Busca por número de catálogo=embranco


O identificador único de um registro é a composição do acrônimo da coleção e o número de catálogo. No Herbário Virtual há 238.395 registros com o número de catálogo em branco. Esses registros não podem ser referência em uma publicação científica.


7. Busca pelo campo Reino = embranco


Todo registro deve ter o campo reino preenchido: Plantae ou Fungi. O Herbário Virtual apresenta 131.733 registros (2,13% dos dados online) sem esta informação. Uma busca por Reino=embranco e família=naobranco retorna 126.247. Sem essa informação é impossível saber o número de registros de Plantas e de Fungos.


8. Busca por Determinador em branco


O nome do especialista que identifica o material é um fator de qualidade. É importante, por exemplo, na análise de duplicatas com determinações diferentes. No Herbário Virtual o campo Determinador = embranco apresenta 2.362.313 registros, número muito elevado.


9. Tipo


Quando o usuário filtra uma busca por espécimes tipo, o sistema apresenta os registros que têm o campo tipo preenchido. É comum encontrar o campo preenchido com vírgulas, pontos, ponto de interrogação, ou com comentários como não ou not a type, entre outros. Seria fundamental corrigir essas distorções, deixando o campo em branco se o material não é tipo.


10. Dados da coleta


Avaliação dos dados online do Herbário Virtual:
  • Campo país=embranco: 65.544 registros (em mais de 3 mil consta o Estado);
  • Campo estado=embranco: 531.744 registros;
  • Campo município=embranco: 1.376.269 registros

Os próximos 3 campos são fundamentais para identificar duplicatas:
  • Campo coletor=embranco: 178.210 registros
  • Campo número de coleta=embranco: 607.217 registros
  • Ano da coleta=embranco: 790.611








[1] Os dados apresentados são do dia 03 de setembro de 2018